12 setembro 2014

Indisciplina na sala de aula 2.

Leia também o artigo anterior: Indisciplina na sala de aula.

Pare um minuto para pensar na seguinte hipótese: Se os seus alunos fossem inquiridos sobre o que acham de você, qual seria a resposta deles? 
Você acha que eles lhe respeitam ? admiram? ignoram? Consideram você uma (um) tirana (no) ? Acham sua postura digna ? Acham que você é educada (o) ? Os seus alunos acham que a sua opinião tem valor e merece ser ouvida ?

Mas, o que tem a ver saber o que os alunos pensam de você? Em muitos casos a indisciplina na sala de aula está associada a imagem que os alunos fazem do professor.

Se algumas das respostas encontradas foram negativas, então você tem um sério problema de relacionamento interpessoal com os seus alunos. Isso ocorre quando o relacionamento ocorre de forma unilateral, ou seja, apenas um dos envolvidos tem a primazia sempre.

Isso ocorre também o aluno vê falta de integridade e congruência na fala e no comportamento do professor, quando isso acontece, tenha certeza, o caminho estará aberto a indisciplina na sala de aula.
 Afinal quem respeitará um professor que pede silêncio gritando ? Ou que pede para que o aluno seja justo, quando esse mesmo professor se utiliza de ameaças e intimidações ?

O bom relacionamento é uma mão de duas vias, ou seja, implica que ambos saibam ouvir, falar, argumentar para que possam chegar a um consenso ideal na resolução de qualquer questão. 
Neste tipo de relação ambos conseguem crescer, pois amadurecem tendo de lidar com conflitos e situações limite no dia a dia. Agora, como isso ocorre no dia a dia da sala de aula e dentro da escola como um todo? Bem, o professor precisa sair de uma postura rígida, autoritária e atuar mais como um líder usando de autoridade para gerir o processo pedagógico.

Fica a dica.
Até breve. 

http://www.sosprofessor.com.br/blog/perfil-do-professor-e-indisciplina/

0 comentários:

Postar um comentário